Manutenção Vida a bordo

Limpeza de convés

Semana passada postei fotos nas minhas redes sociais que causaram um rebuliço dentro do meu pequeno  (mas fiél), número de seguidores.

Eu Gutinha limpando o convés do Guruçá.
O porquê de umas fotos fazerem mais “sucesso” do que outras eu sinceramente não sei, só sei que perdi as contas do número de vezes que limpamos o nosso convés e não sabia que seria tão comentado.
Fazemos tanta coisa no automático que esquecemos que o nosso normal, o dia-a-dia é desconhecido pela maioria que deseja viver a bordo.

Pois bem, muita gente acha que morando em um veleiro dentro da água, estamos livres da poeira. Mas infelizmente não estamos. Aqui em Angra moramos perto de uma estrada, então nosso convés fica cheio de pó da descarga de carros, de terra etc…
Em um porto da África do sul, nosso barco ficava com o convés preto, cheio de fuligem de carvão mineral que era embarcado em navios para a exportação. Mas nada se compara ao terror que é ficar fundeado na capital do nosso estado, Vitória, no Espírito Santo. O pó de minério come solto por lá, também deixando o convés preto, mas muito mais difícil de limpar devido ao seu “peso”. Eu varria pó de minério do meu convés e quando chovia, aquilo virava uma lama que me causava pesadelos. Evito pensar como estão os pulmões dos capixabas respirando aquele ar poluído.

Temos duas maneiras de limpar o nosso convés:  Com água salgada ou com água da chuva.
Normalmente quem limpa o convés é o Fausto e com água salgada. É um serviço onde ele faz um baita de um execício físico. Você tem idéia do trabalho que é pegar água salgada com um balde dezenas de vezes? Haja braço, coluna , pernas etc…
Por isso limpar com a chuva é mais fácil, só que nem sempre chove, como agora no inverno que estamos passando por um período muito seco.
Como Fausto havia viajado e calhou de chover depois de uns dois meses de seca, aproveitei para fazer a limpeza.
Choveu muito pouco e por pouco tempo, mas o suficiente para dar tempo de deixar tudo limpinho e ainda coletar água da chuva para beber.

Será que deu para ver como o barco estava sujo?

Estou ajoelhada porque nosso convés já praticamente não tem mais anti derrapante, vamos repintá-lo em breve.
Usamos uma esponja macia, espuma de sofá. Limpa muito bem e não arranha. Se estivéssemos com o anti derrapante em dia, usaríamos uma vassoura também. Não usamos nenhum tipo de produto químico para limpeza, no nosso caso, não há necessidade.

Até semana que vem!

————————————————————————————-

Que tal passar uns dias de suas suas férias conosco?
Informações whatsapp: (24)999654029
Site: http://www.gurucacharter.com.br

Gosta do nosso conteúdo? Seja um apoiador! Concorra a um charter para um casal a bordo do Guruçá e participe do nosso grupo de whatsapp:
Apoia-se: https://apoia.se/aosabordomar

Siga-nos pelas redes sociais:
Instagram:
@aosabordomar
@pelomarafora
@gurucacharter

Facebook:
Curta nossa página https://www.facebook.com/aosabordomar/
Seja nosso amigo https://www.facebook.com/catamarans
Página do aluguel do catamarã https://www.facebook.com/gurucacharter